Era funcionário-cliente: entenda a transformação no recrutamento

Tempo de leitura: 5 Minutos

O perfil do consumidor mudou, o de funcionário também. Para um recrutamento e seleção eficiente adote uma visão estratégica diante da era funcionário-cliente

funcionário-cliente

No RH, a nova era funcionário-cliente visa entender o comportamento dos candidatos e colaboradores da mesma forma que as empresas enxergam os clientes. Ou seja, o funcionário é também um cliente da marca. E por isso, a valorização da experiência do colaboradores é tão importante.

Muito se fala sobre a mudança no perfil do consumidor que, de uns anos para cá, começou a ser mais exigente. Atualmente, os clientes buscam pesquisas e formas de tomar decisões baseadas na satisfação, analisando notas e avaliações de outros clientes. O funcionário-cliente atua da mesma forma, buscando informações sobre a empresa.

Por isso, neste artigo, vamos abordar as mudanças no perfil dos candidatos, e a nova era funcionário-cliente. Isto é, acompanhar as transformações dos profissionais e como precisam de atenção, tanto em gestão de pessoas como no recrutamento e seleção.

As mudanças no recrutamento e seleção

Quando uma empresa começa a acelerar seu crescimento, é comum que os líderes pensem, apenas em produzir mais e atingir bons resultados. Mas e a entrega? Com isso, é preciso pensar estrategicamente na contratação de novos funcionários.

Pois bem, com um RH estratégico é possível acompanhar o progresso da empresa de maneira que o time de colaboradores cresça de acordo com a necessidade da organização. E nesse processo, fazer a contratação pensando no funcionário-cliente é a principal forma de atingir o sucesso nessa missão.

É por isso que o recrutamento e seleção precisa estar alinhado com a equipe de gestores, pois as áreas vão precisar de apoio e novos profissionais para entregar as vendas e garantir a satisfação dos clientes.

Porém, atualmente é preciso pensar exatamente nas maneiras de atingir os profissionais, por isso abordamos a era funcionário-cliente.

Novo perfil de candidato: funcionário-cliente

Com isso em mente, uma questão que precisa estar estruturada e definida para o RH, e o perfil do candidato ideal. Mas além disso, pensar na era funcionário-cliente é se atentar que com tanta visibilizada das marcas o candidato é também um cliente. Ou seja, é um pessoa que acompanha a sua marca, e o encantamento visto quando candidato deve se manter na clima organizacional.

Assim, para conduzir um recrutamento eficiente tenha em mente que as mudanças de comportamento dos consumidores também são vistas nas candidatos. Portanto, os profissionais no mercado também estão buscando novas oportunidades em empresas que se identifiquem e que se mostrem como bons lugares para trabalhar.

Assim como acontece com os clientes, as avaliações de empresas servem como fonte de informação sobre cultura organizacional, salários, benefícios e até plano de carreira. Por isso, informações fornecidas por funcionários e ex-funcionários, ajudam os candidatos a entenderem se as empresas podem ser interessantes para se desenvolver profissionalmente.

Assim, o InfoJobs criou uma plataforma de avaliação de empresas que permite que os profissionais respondam sobre suas impressões e experiências nas empresas que passaram. A partir de 5 avaliações, é criada uma página pública com comentários e notas para que a organização possa gerenciar as informações, buscando atração de profissionais aderentes à empresa.

Seu funcionário é um cliente

Na era funcionário-cliente, a experiência do candidato pode garantir sucesso no recrutamento e seleção. No entanto, é preciso entender que um colaborador que já está na empresa é como um cliente, que pode avaliar a organização, e multiplicar informações sobre a experiência lá dentro. E assim ser, até mesmo, um intermediário de novos consumidores, trocando ideias sobre questões positivas ou negativas em relação aos produtos ou serviços vendidos.

Saiba como implementar um programa de indicação

Nesse sentido, é interessante que a empresa tenha um planejamento focado no bem-estar dos colaboradores. E principalmente, como direcioná-los para que estejam sempre alinhados com a cultura organizacional e se sintam parte do negócio. Por isso, é fundamental contratar de acordo com o fit cultural.

Gestão de pessoas na era funcionário-cliente

Nas empresas, o marketing é a área responsável por identificar as necessidades e desejos de clientes e potenciais consumidores. A fim de aproximar a marca do público-alvo e fazer com que serviços e produtos sejam cada vez mais vendidos.

Mas, como o marketing pode ser aplicado na gestão de pessoas? Assim como é necessário estudar o público-alvo para vender, os colaboradores também precisam estar alinhados com o que a empresa tem a oferecer. Ou seja, o RH precisa conhecer os profissionais e entender as suas necessidades, com o objetivo de oferecer as melhores experiências.

As mudanças no comportamento de consumidores e profissionais é apenas o reflexo das transformações e inovações que estão acontecendo nas nossas vidas. Principalmente nesse momento que a transformação digital tornou-se uma realidade. É perceptível que a tecnologia e o acesso à informação modificaram a forma como pesquisamos, nos relacionamos, encontramos soluções e tiramos dúvidas.

Conclusão

Com tantas mudanças já citadas, fica claro que desde o recrutamento e seleção até a forma como os profissionais se desenvolvem, a gestão precisa estudar seu público interno e estar preparada para alinhar as dores dos funcionários com as soluções da empresa para as pessoas.

Com essa transformação, as pessoas se tornaram mais exigentes e o novo colaborador também. O funcionário-cliente, além de entender mais do que quer e ir em busca de suas realizações dentro das empresas, é capaz de produzir mais e dar mais resultado para as organizações. Uma vez que para ele, o importante é ter propósito e sentir-se bem no lugar que vai desenvolver sua carreira.

Por isso, além de encantar um profissional no momento de recrutamento e seleção, garanta a satisfação do seu público interno durante a trajetória na empresa.

Com o PandaPé, software de recrutamento e seleção, a área de RH consegue criar etapas que facilitam a experiência do candidato durante todo o processo seletivo e auxilia na comunicação com o candidato. O que garante eficiência na contratação e facilita a entrada de colaboradores com mais aderência à cultura da empresa.

recrutamento e seleção