Big Data: a importância dos dados no recrutamento

Tempo de leitura: 6 Minutos

Entenda a importância do Big Data no recrutamento e seleção e veja como aplicá-lo em sua empresa

O trabalho das equipes de recursos humanos evoluiu com o passar dos anos, e uma dessas mudanças afeta a necessidade de entender o funil de conversão e as métricas, como acontece nos departamentos de vendas e marketing.

Para isso, no entanto, é necessário reunir e interpretar uma série de dados. Antigamente, esse processo era realizado manualmente, mas hoje, a tecnologia chegou para mudar esse cenário.

Se você ainda não sabe muito bem como tudo isso funciona, vamos começar a entender algumas coisas sobre Big Data.

O que é Big Data?

De forma simplificada, podemos dizer que Big Data é o conjunto de informações presentes no banco de dados de uma empresa e que possui interligações entre si.

O uso de Big Data e de relatórios permite avaliar os esforços e determinar se a estratégia de recrutamento funciona ou não. Apostar nessa ação também ajuda a redirecionar os esforços a fim de elevar constantemente os resultados.

O Big Data no RH se tornou essencial para gestores que desejam otimizar os seus processos de forma organizada. Imagine que no processo de recrutamento e seleção, por exemplo, ele é capaz de analisar os dados dos candidatos e cruzá-los com o perfil que a sua empresa busca para a contratação.

Benefícios do Big Data

O uso de um software de recrutamento e seleção para processamento de dados oferece certos benefícios para o departamento e para a empresa.

  • Economia de tempo na coleta de dados: ao acessar a partir de um único ponto e manter todos os dados no software, a coleta é muito mais simples e rápida;
  • Gráficos para consultas rápidas e visuais: no painel de controle, encontramos os gráficos mais significativos para que, de relance, possamos ver qual é o status das vagas e quais fontes relatam melhores candidatos;
  • Possibilidade de exportar os dados: se você precisar tratá-los, pode fazê-lo, pois estarão disponíveis no formato Excel;
  • Detectar canais com menos resultados rapidamente e, dessa forma, alocar o orçamento para outros canais com maior retorno;
  • Extração de dados de equipamentos e distribuição de tempo e uso da ferramenta. Você pode saber qual membro fecha mais ofertas e quem gerencia mais ofertas.

Por que os dados são importantes no recrutamento?

Os gerentes das equipes de gestão de talentos geralmente têm vários objetivos e frentes abertas ao mesmo tempo. Por essa razão, eles devem decidir o que priorizar em que que investir mais dinheiro e onde concentrar esforços.

Além disso, precisam ter acesso a relatórios detalhados com os resultados do departamento para serem capazes de detectar indicadores de melhoria ou perda de desempenho.

O uso de dados serve tanto para equipe quanto para o diretor. As atualizações e relatórios mensais são projetados para medir KPIs e entender onde estão possíveis problemas que podem prejudicar os resultados do ano.

Dessa maneira, também é possível analisar como o departamento gerencia seu orçamento de acordo com o que foi estabelecido no início do ano.

RH estratégico

Como armazenar esses dados?

Se o seu departamento não tiver um Software de Recrutamento, esses dados deverão ser obtidos manualmente.

Por exemplo, usando um CRM ou um Excel, você pode calcular os canais que filtram mais candidatos, os recrutadores com mais vagas ou quantos dias leva para fechar um processo de seleção.

Se a sua empresa já digitalizou essa parte do processo e usa um software, obter e relatar os dados será mais fácil.

Uma vez coletado, o importante é a análise e as conclusões que você tira dele.

Principais problemas de Big Data e soluções

Diante de tantos dados que podem ser extraídos, pode-se dizer que a compilação não é o principal problema, mas sim o tratamento e análise. Os principais problemas são:

1. Eles não são compartilhados

Segundo o semanário americano AdWeek80% dos problemas com os dados é que estes não estão no lugar certo e com o formato exato. Ou seja, a informação não está relacionada de forma adequada para fornecer uma interpretação precisa.

Outro problema associado a Big Data é que eles geralmente não são compartilhados. Às vezes, as equipes não são colaborativas ou gastam menos tempo coletando esses dados.

2. A necessidade de análise

Às vezes, os dados são coletados, mas nada é feito depois disso. Ou seja, a informação chega, mas ela acaba não servindo para nada, seja pela falta de tempo ou de experiência do time de RH.

Para que isso não aconteça, é necessário com a visão estratégica e diversificada de uma equipe que entenda ou seja treinada sobre Big Data, e consiga enxergar os dados para transformar em ações.

3. Em busca da fórmula mágica

Muitas empresas querem encontrar uma fórmula mágica para lidar com os dados, no entanto, como qualquer atividade, é preciso tempo e alguns recursos para aproveitar esse conhecimento.

Graças ao PandaPé, sua empresa estará muito próximo da maneira ideal de lidar com dados. PandaPé é um software de recrutamento e seleção que permite digitalizar e automatizar partes do processo de recrutamento e, ao mesmo tempo, analisar todos os dados que intervêm no departamento de Recursos Humanos.

O fato de usar uma única plataforma para publicar em diferentes canais e acompanhar o processo por meio de um dashboard, permite que muitas informações sejam extraídas e possam virar ações de melhorias.

Tipos de relatórios

No painel de controle do PandaPé, você pode encontrar as primeiras informações sobre como seus processos de seleção. Além disso, é possível analisar as vagas que estão atualmente sob gerenciamento e os candidatos que estão participando.

A partir disso, também ficam disponíveis as análises dos candidatos que realizaram testes, seu canal de origem e o seu perfil para uma possível contratação.

Pelo PandaPé também é possível gerar relatórios em três formatos: equipe, vagas e candidatos.

Relatórios da equipe

Na primeira aba podemos ver os papéis dos usuários e o tempo que eles utilizaram o software, bem como as vagas criadas, gerenciadas, ligações, entrevistas e contratações.

Dados e gráficos podem ser exportados para quem teve os melhores resultados ou ou quais processos abertos oferecem uma sobrecarga de trabalho.

Esta ferramenta é extremamente útil para o líder da equipe, pois ele pode revisar o trabalho e atribuir tarefas de acordo com a ocupação dos membros.

Relatórios de vagas

Nesta seção é possível mais detalhes as vagas disponíveis. O primeiro gráfico mostra as vagas ativas, nas quais é possível ainda filtrar por período.

Você também terá acesso aos dados das vagas pendentes, urgentes e confidenciais. Esta opção está disponível apenas para aqueles que você permitir.

Relatório de candidatos

O gráfico é similar às vagas. Nesse caso, veremos o número de candidatos indicados, quais participaram de cada processo, os mais bem avaliados por seleção e como performaram nos testes.

Isso nos dá uma visão geral de cada processo, para apresentação ao gestor da vaga e para que as decisões corretas sejam tomadas.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre Big Data e as facilidades oferecidas por PandaPé. Solicite uma demonstração e comece a colocar em prática!

big data